Promotor se diz envergonhado por ser baiano e não assina termo de absolvição de Kátia Vargas

O promotor Davi Gallo, em entrevista à TV Bahia, se disse envergonhado com o resultado do julgamento e criticou a decisão dos jurados de absolver a médica Kátia Vargas. “Total indignação porque quatro pessoas sem compromisso com a Justiça sentaram ali pré-determinadas para absolver uma pessoa que fez um crime bárbaro”, declarou. “Absurdo. Eu hoje como baiano…